Eventos do futuro, tecnologias do presente

Views: 6589

The complete platform for all your events

Book a Meeting
Posted on October 10, 2019

O que o futuro dos eventos nos reserva e quais as tecnologias para eventos que se tornarão indispensáveis? Essa é uma aposta difícil de fazer, mas já é possível ter algumas pistas, como a realidade digital e a dispositivos movidos à inteligência artificial.

Estamos nos referindo às tecnologias que ponta que, integradas ao ambiente em que se inserem, são capazes de levar o usuário para uma outra “realidade”. Nós já entrevistamos aqui, no Blog da InEvent, um pesquisador da área de robótica que explicou melhor sobre esses conceitos tecnológicos que de repente tomaram conta do setor de eventos. A realidade digital é só um dos exemplos.

Hoje vamos mostrar 4 dessas tecnologias para eventos de ponta, que prometem otimizar a experiência do participante como um todo.

Além disso, saiba também quais são as tecnologias já disponíveis para facilitar a gestão de eventos, que prometem ditar como será o marketing para eventos em um futuro muito próximo.

Realidade mista

Nós já falamos sobre a realidade virtual aqui, e um exemplo ilustrativo seria o Google Glass. Já a realidade mista é uma espécie de realidade virtual misturada com a realidade aumentada. Ou seja, ela insere dispositivos do “mundo real” que permitem ao usuário visualizar um novo ambiente, onde itens físicos e virtuais coexistem e interagem entre si.

Um exemplo de realidade mista pode ser a ação que o Snapchat fez nesta edição do Rock In Rio: a plataforma disponibilizou um filtro de realidade aumentada em que o usuário apontava o celular para o céu e podia ver uma mensagem personalizada. E o melhor: segundo o site Olhar Digital, a pessoa não precisava estar no espaço físico do evento para experimentar a ação. Não parece uma ótima estratégia de divulgação?

Interface ambiental e tecnologias integradas

Interface ambiental é a tecnologia que interfere e reage de acordo com o ambiente. Um exemplo, dado neste podcast da USP, seria o alarme acoplado a roupas, que apita quando a pessoa leva uma peça para fora do local da loja.

Esse ‘monitoramento” do ambiente pode ser aplicado a eventos por meio de pulseiras NFC. A InEvent conta com essa tecnologia, e você pode ver como funciona no vídeo abaixo:

O Near Field Communication é uma tecnologia para eventos entre mais desejadas por muitos organizadores. Isso porque essa pulseira ajuda não apenas no acesso do participante, mas ajuda a monitorar quais ambientes do evento estão recebendo mais pessoas – dado que é essencial para medir o sucesso do evento e para aplicar melhorias em edições futuras.

VR Stream

O VR Stream permite que pessoas consigam assistir a um evento de onde estiverem, em tempo real, a partir de computadores, aplicativos ou headsets VR. O sistema de áudio impecável e a visão em 360º ajudam a criar um ambiente de imersão no evento, ainda que a pessoa esteja muito longe.

Ação semelhante aconteceu também no Rock In Rio 2019, em uma parceria entre Qualcomm e Globo para realizar a transmissão do festival em VR, de acordo com o site Tudo Celular.

Tecnologia em eventos: aplique também à gestão como um todo

A tecnologia para eventos também pode ser muito útil para ajudar o organizador na gestão do evento como um todo. Agora que vimos alguns exemplos de tecnologias que podem otimizar a percepção do participante em seu evento, é hora de entender as exigências que serão cada vez mais cobradas nos eventos do futuro.

Conteúdo personalizado para grupos de participantes

Muitos organizadores de eventos e profissionais de marketing já aplicam essa técnica, que se tornou facilitada graças ao advento de plataformas de disparo de e-mail marketing. O que esses profissionais talvez não saibam é que, em breve, essa será a única forma de se comunicar com eficiência com seus clientes ou participantes do evento: direcionando o seu conteúdo para cada subgrupo de personas que você tiver.

Isso ajuda a aproximar o cliente da sua causa, já que ele vai receber o material que o interessa, ou até aquele que estava procurando há tempos.

Mesmo um evento com menos de 100 participantes vai se deparar com públicos diferenciados entre si. É só pensar em eventos voltados para os funcionários de uma pequena empresa, que englobam líderes, analistas e diferentes setores. Como se comunicar com eficiência para públicos que, mesmo inseridos em um mesmo ambiente, exercem trabalhos tão distintos?

Primeiro, comece criando um mailing geral, para informações básicas sobre o evento. Mas, também, crie grupos separados por critérios como setor ou cargo, e faça um disparo de e-mails segmentado. Ofereça, por exemplo, um material que possa conquistar cada um desses públicos, aproveitando o espaço para divulgar sua marca como um todo, contando com diferentes abordagens. Conte com a ajuda do setor de conteúdo para pensar na melhor estratégia para essa ação.

Análise de dados em tempo real 

Outra técnica que já se torna comum em tecnologia para eventos é a análise de dados em tempo real. Aqueles que contam com uma plataforma para a gestão de eventos podem ter um analytics que monitora quantas pessoas acessaram o evento e seus ambientes e outras interações do participante em tempo real. Fica tudo registrado na plataforma.

Como você pode ver, o que será comum em um futuro próximo são técnicas e tecnologias já disponíveis – e possíveis. O segredo é aperfeiçoar essas técnicas, contar com a criatividade e ficar sempre antenado para oferecer o que há de mais inovador em seu evento corporativo

Gostou deste conteúdo? Confira mais dos nossos blogposts educativos sobre tecnologia para eventos:

Convença seu chefe a adotar a transformação digital na empresa

Criatividade em eventos: 4 casos criativos para você se inspirar

[Entrevista] Pablo Barros, pesquisador da Universidade de Hamburg: Tecnologia em eventos

[hubspot portal=”5958648″ id=”5301f3e9-4597-497c-b2ed-bfd694541e55″ type=”form”]
WebManager
© InEvent, Inc. 2024